terça-feira, 15 de setembro de 2009

Só pra atualizar!

Bem, blog ta ai paradão há séculos (ta faz so alguns meses, não faz tanto), então vim aqui atualizar, ou informar que ainda estou vivo (quem sabe quando alguém ler isso eu ja esteja morto, vai saber, a unica certeza é a morte).
Bom recentemente assisti a série skins, a qual eu gostei muito, vi vários filmes, resumindo, não fiz nada que preste. Final de segundo trimestre na escola, semana cheia de provas, de recuperação e finais de trimestre, algumas eu estou indo bem, como matemática que eu acredito ter acertado todas e ter tirado a nota máxima *-* (o que provavelmente não deve ter acontecido, porque por mais que você saiba o conteúdo de uma máteria, você sempre erra, ou esquece algo bobo).
Bom minha vida está um pouco monótona(apesar de tantas festas e pessoas que me fazem tão bem ♥), pois após meu pai ter câncer, em junho, ele o retirou com cirugia e agora faz quimioterapia, e eu tenhu que ficar em casa cuidando dele. Não que eu esteja reclamando, mas eu me sinto um passáro engaiolado nao podendo sair todo dia de tarde, so finais de semana ou quando meu pai melhora da quimioterapia. Sem falar que ENEM, Vestibular, final de ano letivo chegando, apenas mais 3 ou 4 meses de escola. É estranho pensar que você ficou 12 anos e meio desejando acabar logo a escola, e o ultimo meio ano você percebe que não vai ter mais a curtição de toda manhã, de ver seus amigos todo dia, conhecer pessoas, jogar bola, volei etc, isso não volta. É por isso que a formatura é algo especial, não para marcar o fim da era de estudo, mas sim todos aqueles anos que você conversou na aula e levou mijadas, as risadas em sala, as colas, os professores(as) , tudo que você viveu na sua suposta "segunda casa".
Bom tenhu alguns planos em mente do que fazer ano que vem, mas dificilmente conseguirei cumpri-los. Se conseguir estarei bem feliz.


E agora citando um dos grandes nomes da música brasileira: "...suas idéias não correspondem aos fatos, não, o tempo não para.".
Quanto mais velhos ficamos mais o tempo se torna curto e significante. As horas voam, quando nos damos conta já anoiteceu, e mais um dia se foi em vão.
Será as nossas atividades diárias que consomem esse tempo, ou sentimos o peso do fim da vida? Tudo passa e não volta mais, nós podemos nos arrependermos por aquilo que fizemos e pensar nisso todos os dias, mas seriam mais dias gastos em pensamentos, que não voltarão. Viva sem olhar para trás, o passado deve repousar em silêncio, sem ser pertubardo, para que o futuro possa nascer em paz.